Whatsapp

71 99977-2805

Telefone

71 3342-4302

 

Atender paciente pelo WhatsApp. Qual o limite?

Com o advento da tecnologia, o contato entre médico e paciente cresce substancialmente. Seja através de redes sociais, como o Facebook, ou a partir de aplicativos de conversa como o WhatsApp.

O problema disso tudo é que, muitas vezes, os pacientes tentam tirar dúvidas com os profissionais de saúde por meio dessas ferramentas e aí vem a seguinte questão: qual o limite de atender paciente pelo WhatsApp.

Alguns médicos até tentam evitar esse tipo de contato, outros não se importam em conversar pelos aplicativos. Sendo um, ou outro, todos precisam tomar cuidado.

WhatsApp não é consulta

A primeira atitude que o médico deve tomar com qualquer paciente é explicá-lo que o WhatsApp não é consulta, não pode ser usado como tal. O profissional precisa ver, tocar, examinar o paciente e isso não se faz a partir de vídeos, fotos ou conversas.

Nem mesmo a análise de exames pedidos é indicada de ser feita por rede social. Por isso, sempre que ocorrer alguma situação como essa, o profissional de saúde deve comunicar que esse tipo de atendimento só pode ser feito no consultório.

E isso não tem somente a ver com o pagamento da consulta e a valorização econômica que o médico precisa ter para poder suas contas e viver com tranquilidade. Os aplicativos e as redes sociais não mostram a realidade nua e crua e isso pode gerar diagnósticos incorretos. Um risco enorme, que pode fazer com que o médico perca até mesmo o seu registro profissional.

O que dá para fazer pelo WhatsApp?

O WhatsApp precisa funcionar como se fosse o telefone fixo do consultório, hospital ou clínica que o médico trabalha. Ali só se passam informações de ordem burocrática, como valor de consulta, horários, que tipo de paciente determinado médico atende, quais planos de saúde são aceitos, entre outras informações do tipo.

Nada além disso deve ser comunicado ou feito pelo WhatsApp. Por mais que seja uma pessoa próxima, um familiar, um amigo, marque, nem que seja informalmente, na casa desse paciente para observar os exames, os sintomas e, assim oferecer o diagnóstico correto.

Provavelmente, você vai ser questionado por alguns pacientes que querem o resultado na hora. Explique com a melhor paciência que não é possível analisar por meio de aplicativos ou redes sociais, porque você pode dar o diagnóstico incorreto. Alguns vão entender, outros não. Mas o seu papel, pelo menos, já foi feito ali.

Como divulgar o trabalho pelo WhatsApp?

Outra possibilidade que essa necessária ferramenta traz é a de publicizar o seu trabalho e, assim, conquistar novos pacientes. Isso pode ser feito de diversas formas: enviar links artigos e entrevistas feitas por você, convidar para eventos que vai participar, oferecer um brinde ou promoção, de acordo com as regras do código de ética da profissão, entre outras opções.

Esse uso do marketing e também do pré-atendimento, como foi descrito no tópico anterior, devem ser feitos não apenas no WhatsApp, mas em outras mídias sociais, como o próprio Facebook, LinkedIN, Twitter e o YouTube.

Quanto mais conectado e próximo o profissional de saúde estiver do paciente, mais credibilidade e reconhecimento ele vai ter em toda a sociedade que atua. Participe também de grupos, teça opiniões a respeito de assuntos da sua área, nunca entre em polêmicas e evite, de todas as formas, elogiar ou criticar posições políticas.

O médico é um servidor da saúde, ele não pode tomar lado em polêmicas e brigas no WhatsApp e outras redes sociais por questões políticas ou ideológicas. Lembre-se que você anteder pacientes das mais diferentes filosofias de vida, não caia na cilada de criar inimigos por conta disso.

O WhatsApp no uso pessoal

O médico só pode usar o WhatsApp de uma forma plenamente pessoal se ele conversar, fora de grupos, com amigos e familiares muito próximos. Aí sim ele pode dizer o que pensa, ser uma pessoa comum.

Fora disso, em qualquer outra circunstância, o médico tem de agir como médico. Até mesmo no grupo da família, porque essas informações podem ser printadas, compartilhadas e a sua reputação pode ser destruída por um simples comentário enviado por redes sociais.

É preciso tomar muito cuidado para não se expor. Existem diversos casos espalhados no Brasil de médicos que falaram demais em grupos e em conversas no WhatsApp. Não caia nessa armadilha, sua carreira pode ser arruinada por isso!

Atender paciente pelo WhatsApp só se for para realizar o pré-atendimento ou para estratégias de marketing. Fique atento às mensagens enviadas em grupos e conhecidos. Você é médico 24 horas por dia. Com essas dicas, fica bem mais fácil entender como deve ser a relação do profissional de saúde com as novas tecnologias.

Caso tenha restado alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato conosco que vamos te ajudar a ser um profissional cada vez melhor!

Compartilhe
Comments are closed.
INFORMAÇÕES DE CONTATO

Entre em contato conosco, envie suas dúvidas ou sugestões. Estamos prontos a atendê-lo.
  • Av. Tancredo Neves, 2539 Caminho das Árvores - Ed. CEO Shopping, Sala 2804 Torre Londres
  • CEP: 41820-020 Salvador - Bahia
  • 71 3342-4302 | 71 99977-2805
  • contato@santeposgraduacao.com.br
Receba conteúdo sobre saúde e gestão

[contact-form-7 404 "Not Found"]