Whatsapp

71 99977-2805

Telefone

71 3342-4302

 

Aprenda como usar a economia coletiva para a saúde

O século XXI está aí, a tecnologia avança a cada dia e é preciso que os profissionais de saúde fiquem atentos às formas de inovação que comandam o mercado atualmente.

Não são apenas os aplicativos, os e-commerces, as redes sociais e os sites que trabalham com atualização e técnica, o seu consultório também precisa ser assim e, por isso, a economia coletiva para a saúde tem que ser uma realidade.

Nos próximos tópicos, você vai entender o que é a economia coletiva, como ela pode ser implementada na área da saúde e quais os resultados positivos que ela traz para a sua gestão e para o seu trabalho. Confira!

O que é a economia coletiva?

A economia coletiva pode ser significada como um estilo de economizar com base na autogestão, democracia, solidariedade, cooperação entre os envolvidos e também o respeito à natureza e a responsabilidade social. Essa mistura de conceitos faz desse tipo de economia uma verdadeira necessidade nos tempos atuais.

Para se trabalhar com a economia coletiva é preciso entender de fato o que é sustentabilidade. Não é só economizar energia elétrica, ou água no seu consultório, é muito mais do que isso e você vai ver como fazer dela uma realidade no seu trabalho agora!

Como usar a economia coletiva para a saúde?

Um dos principais conceitos da economia coletiva é a cooperação, a união entre profissionais com o mesmo objetivo que é economizar e, ao mesmo tempo, ajudar a natureza. Isso ocorre da seguinte maneira: vários médicos, dentistas, fisioterapeutas, psicólogos se unem e trabalham em um mesmo local.

Todos eles buscam a economia de energia elétrica, de luz e dividem as contas igualmente. Ou seja, é um fiscalizando o outro a todo momento. As decisões dentro desse mega consultório são tomadas de forma democrática e isso não seguir um poder da maioria, mas sim o que é melhor, de fato, para o desenvolvimento da empresa.

Ou seja, se for uma decisão que afete especificamente o trabalho dos fisioterapeutas, por exemplo, são eles que devem decidir o melhor a se fazer e chegar a um consenso político a respeito do assunto.

Caso seja um problema de todos, são feitas conversas, discussões, até se chegar a um entendimento completo. Somente, em último caso, quando não há possibilidade de diálogo que as votações são necessárias.

Além disso tudo, é preciso ter um pensamento social e ecológico dentro do consultório. A empresa tem que participar de eventos e patrocinar causas que melhorem a vida das pessoas, o bem-estar, a saúde delas. Também realizar, por conta própria, alguns encontros e eventos para melhorar a vida da sociedade em que se está inserida a clínica.

A economia coletiva vai além do dividir as contas e economizar nelas. É mudar uma forma de pensar, é querer melhorar a cidade que se trabalha, é transformar a realidade de toda a sociedade, é ser importante, uma autoridade para aqueles que vivem nessa região.

Existe também uma outra forma de economia coletiva que é quando um empresário tem um espaço e aluga esse espaço para profissionais da saúde utilizarem por hora ou por dia. Uma forma ótima de economizar dinheiro e organizar a agenda. Esses espaços de coworking estão cada vez mais presentes nas cidades brasileiras.

Quais são os resultados positivos?

O primeiro e mais importante resultado positivo é o fato de os profissionais da saúde aprenderem a conviver uns com os outros, deixar o ego de lado e passar a trabalhar em equipe com respeito, diálogo e democracia.

Depois disso, vem todas as outras vantagens. O aumento no número de pacientes, por exemplo. Um médico ortopedista pode indicar para o paciente fazer a fisioterapia com os profissionais que atuam no mesmo espaço que ele. Isso também vale para a relação psicólogo e psiquiatra, por exemplo. É uma forma de ajuda muito importante para todos melhorarem de vida.

O dinheiro vai passar a entrar mais e a sair menos do seu bolso. Isso porque o gasto em um ambiente colaborativo é infinitamente menor do que em um consultório próprio. Se você escolher o coworking, por exemplo, se trabalhar em consultório apenas alguns dias na semana, a economia é ainda maior.

Além disso tudo, você terá vantagens que vão influenciar a vida toda a sociedade. Os profissionais desse ambiente vão passar a ser vistos com autoridade e credibilidade pelo público, vão participar de muitos eventos, seminários, encontros, vão dar muitas entrevistas, escrever artigos e ficar em visibilidade. O que é ótimo para aumentar e fidelizar o número de pacientes na clínica.

Trabalhar com a economia coletiva é mais do que se integram às novas tecnologias e formas de relação de trabalho, é mudar de vida, completamente, e transformar o bem-estar dos seus pacientes e de toda a sociedade.

Se tiver gostado deste texto sobre a economia coletiva na saúde, compartilhe-o com seus colegas de trabalho por meio das redes sociais e aplicativos de conversa!

Compartilhe
Comments are closed.
INFORMAÇÕES DE CONTATO

Entre em contato conosco, envie suas dúvidas ou sugestões. Estamos prontos a atendê-lo.
  • Av. Tancredo Neves, 2539 Caminho das Árvores - Ed. CEO Shopping, Sala 2804 Torre Londres
  • CEP: 41820-020 Salvador - Bahia
  • 71 3342-4302 | 71 99977-2805
  • contato@santeposgraduacao.com.br
Receba conteúdo sobre saúde e gestão